sábado, 24 out 2020
Publicidade

Em 2010, Flávio Bolsonaro doou R$ 733 mil em dinheiro vivo para a mãe

A doação aconteceu em um ano em que o atual senador declarou ter tido perda de patrimônio

A declaração de imposto de renda do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) de 2010 expõe mais uma das operações financeiras em dinheiro vivo realizadas pelo clã Bolsonaro.

Segundo informações de Aguirre Talento e Juliana Dal Piva, do Jornal O Globo, o senador, então deputado estadual, declarou à Receita Federal ter feito “doações em espécie” no valor de R$ 733 mil para a mãe, Rogéria Nantes Bolsonaro, ex-vereadora.

O repasse é mais que quatro vezes o que ele recebeu como salário na Alerj naquele ano – R$ 173 mil declarados – e, mesmo com o montante repassado, o senador declarou ter sofrido redução de patrimônio de 30% e ter acumulado uma dívida de R$ 285 mil naquele ano.

No mesmo Imposto de Renda, Flávio declarou ter vendido um conjunto de salas comerciais por R$ 854 mil. Essa operação é alvo do Ministério Público no processo das rachadinhas e apontada como possível lavagem de dinheiro.

A defesa do senador não comentou sobre o caso e disse que: “está impedida de comentar informações que estão em segredo de Justiça. Todos os esclarecimentos foram prestados pelo parlamentar no foro adequado, quando o senador deixou claro que não praticou qualquer irregularidade. Flávio Bolsonaro é vítima de acusações falsas, movidas por interesses políticos de um grupo que constantemente tem vazado informações sigilosas”.

Lucas Rocha
Lucas Rocha
Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.