Em campanha por Boulos, Felipe Neto expõe denúncias contra vice de Bruno Covas

"Você votaria em um homem acusado de violência doméstica?", questionou o youtuber

Em campanha por Guilherme Boulos (PSOL) à Prefeitura de São Paulo, o youtuber Felipe Neto foi às redes sociais na noite deste sábado (21) para expor as denúncias que pairam sobre o vice de Bruno Covas (PSDB), Ricardo Nunes (MDB).

Integrante da bancada da Bíblia na Câmara Municipal de São Paulo, o emedebista estaria no comando de um grupo de organizações não governamentais que lucrou R$ 1,4 milhão com o aluguel de creches à prefeitura de São Paulo. Nunes ainda foi alvo de um boletim de ocorrência apresentado pela esposa Regina Carnovale em 2011 em que ela o acusava de violência doméstica.

“Vc votaria num homem acusado de violência doméstica, investigado por possível participação na máfia das creches, além de acusações de ameaça e falta de pagamento de pensão? Esse é o vice de Covas para a prefeitura de SP. Se vc votar no Covas, estará votando nele. Mude, vote 50!”, escreveu o influenciador no Twitter.

Além do histórico de corrupção e violência doméstica, Ricardo Nunes também luta contra a pauta LGBTQIA+ na Câmara. Ele se diz contrário à “ideologia de gênero”, expressão inventada pela extrema direita brasileira para impedir o avanço de debates sobre diretos da população LGBTQIA+ em qualquer âmbito social.

A indicação de Nunes para a chapa de Covas foi uma articulação do PSDB paulistano para fazer uma ponte com o setor conservador da cidade de São Paulo. Essa coligação se reflete nas diretrizes programáticas de Bruno Covas, onde não há uma menção sequer sobre políticas públicas à população LGBT.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.