Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de setembro de 2018, 12h12

Em debate, Sônia Guajajara diz que Estado precisa oferecer atendimento para quem quer abortar

Segundo ela, "ninguém é a favor do aborto", mas é preciso garantir o direito à vida das mulheres

Sônia Guajajara. Foto: Giorgia Cavicchioli

Durante o debate com candidatas à vice, promovido pelo El País e Instituto Locomotiva, realizado nesta sexta-feira (28), a candidata Sônia Guajajara, vice de Guilherme Boulos (Psol), questionada a respeito do aborto disse: “ninguém é a favor do aborto”, mas é preciso garantir o direito à vida das mulheres. Ela diz que é preciso que as mulheres morram e continuem sendo presas por conta de abortos que são criminalizados.

De acordo com Sônia, quem tem dinheiro consegue fazer o aborto clandestinamente e, quem é pobre, morre por não ter condições de realizar o procedimento de maneira segura. “O Estado tem obrigação de oferecer atendimento público e de qualidade para as mulheres [que precisam abortar]”, disse.

Em resposta à Sônia, Ana Amélia, vice de Geraldo Alckmin, afirmou que é a favor do aborto apenas em casos que já são definidos pela Justiça e que defende penas “educativas” para as mulheres que abortam e não a prisão. Nesse momento, Ana foi vaiada por algumas pessoas que estavam na plateia.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum