Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de junho de 2019, 13h17

Em defesa da reforma da Previdência, Carlos Bolsonaro divulga salários de professores da USP

"Pitbull" da família Bolsonaro escolhe, mais uma vez, a educação como inimiga para justificar os interesses do governo

Carlos Bolsonaro (Reprodução/Flickr)

O vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ) utilizou suas redes sociais, neste sábado (8), para atacar professores no intuito de justificar o projeto de reforma da Previdência do governo que está em tramitação no Congresso.

Através de uma repostagem de uma página chamada “Isentões”, o “pitbull” da família Bolsonaro divulgou uma lista com salários de professores da Universidade de São Paulo (USP). A ideia de Carlos é mostrar a suposta “hipocrisia” de professores que recebem altos salários e dizem que a reforma da Previdência vai prejudicar os mais pobres.

Ao sugerir que os professores cortem o próprio salário, no entanto, Carlos Bolsonaro omitiu o fato de que seu pai, Jair Bolsonaro, se aposentou aos 33 anos e recebe, desde então, um salário de R$10 mil. Isso sem falar na aposentadoria como deputado a que tem direito e não vai entrar na reforma da Previdência: R$27 mil. Os valores somam-se ainda ao seu salário de presidente, que é de R$30 mil.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum