Em defesa de Bolsonaro, Malafaia volta a atacar imprensa: “Povo tem direito de dizer: fecha o STF”

Malafaia ainda critica o Jornal Nacional por dar "palanque a Lula" no dia 1º de Maio. "Isso é uma vergonha. Para o cara atacar o governo"

Em vídeo divulgado nas redes sociais nesta terça-feira (4), o pastor Silas Malafaia voltou a sair em defesa de Jair Bolsonaro e atacou a cobertura da imprensa sobre os atos com aglomerações promovidos por apoiadores no sábado, 1º de maio.

“Olha como a imprensa é canalha e inescrupulosa. Quando o povo se manifesta a favor do governo eles chamam de apoiadores do presidente ou bolsonaristas”, diz Malafaia, reclamando que “manifestações a favor de Dilma são manifestações”.

Malafaia ainda critica o Jornal Nacional por exibir parte do discurso de Lula no primeiro de maio. “Deram palanque para o Lula. Isso é uma vergonha. Para o cara atacar o governo”, seguiu o pastor, destilando ódio contra o ex-presidente e a ex-presidenta petistas.

Para Malafaia, “não existem manifestações anti-democráticas no Estado Democrático de Direito”.

“O povo é livre para expressar até as maiores aberrações. O povo tem direito de dizer: fecha o STF, fecha o Congresso Nacional, intervenção militar. E até tem o direito de ir contra o governo Bolsonaro”, diz.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.