O que o brasileiro pensa?
02 de agosto de 2020, 08h47

Em depoimento ao MPF, Flávio Bolsonaro diz que Queiroz seria seu assessor no Senado

Ministério Público apura se demissão do ex-assessor do gabinete do filho do presidente tem relação com suposto vazamento de operação

Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz - Foto: Reprodução

Em depoimento ao Ministério Público Federal (MPF), o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) afirmou que seu ex-assessor Fabrício Queiroz, preso desde 18 de junho, hoje seria seu funcionário no Senado.

O filho do presidente também ressaltou que Queiroz sempre foi uma pessoa de sua confiança, mas que a acusação de prática de rachadinha “quebrou o clima” da nomeação. Comentários foram noticiados na edição do Jornal Nacional deste sábado (1º).

“Expectativa era que ele viesse comigo mesmo. Sempre foi uma pessoa da minha confiança. Então, se não tivesse acontecido nada de anormal como aconteceu, ele provavelmente estaria aqui comigo hoje. Então foi assim as coisas foram acontecendo nesse cronograma, e, quando explodiu essa situação dele em dezembro, no dia 6 de dezembro, obviamente que não tinha mais clima ele vir trabalhar comigo”, disse Flávio Bolsonaro.

Depoimento ocorreu durante investigação do MPF sobre a denúncia do suplente do senador, o empresário Paulo Marinho, de que houve Flávio soube com antecedência da operação que mirava Queiroz. O MP quer saber se a demissão do ex-assessor do gabinete de Flávio tem relação com o suposto vazamento.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum