Fórumcast, o podcast da Fórum
08 de julho de 2019, 14h16

Em evento em Curitiba, Fachin diz: “Juízes cometem ilícitos e devem ser punidos”

“Juiz algum tem uma Constituição para chamar de sua. Juiz algum tem a prerrogativa de fazer de seu ofício uma agenda pessoal ou ideológica”, declarou o ministro do STF, sem mencionar nomes

Foto: Eduardo Matysiak

Edson Fachin, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator dos processos da Lava Jato na Corte, declarou nesta segunda-feira (8) que juízes também cometem atos ilícitos e que devem ser punidos. A afirmação foi durante discurso na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), em Curitiba.

O ministro, no entanto, não mencionou exemplos dessas ilegalidades e, além disso, não abordou os processos da Lava Jato e, tampouco, citou o nome do ex-juiz Sérgio Moro, cujas conversas comprometedoras com procuradores foram divulgadas pelo The Intercept Brasil, de acordo com informações de Vinicius Konchinski, do UOL.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Fachin destacou, ainda, que “ninguém está acima da lei”. “Juízes também cometem ilícitos e devem ser punidos. Juiz algum tem uma Constituição para chamar de sua. Juiz algum tem a prerrogativa de fazer de seu ofício uma agenda pessoal ou ideológica. Se o fizer, há de submeter-se ao escrutínio da verificação”, afirmou.

MP

O ministro acrescentou que o raciocínio se aplica também aos integrantes do Ministério Público (MP). Ele disse que o órgão deve buscar punição a quem descumprir a lei. Entretanto, isso deve ocorrer dentro do que estabelece a Constituição e o Estado Democrático de Direito.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum