Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
01 de junho de 2019, 09h53

Em grave crise fiscal, Minas Gerais chega a pagar mais de R$ 700 mil a magistrado

Tanto as verbas indenizatórias quanto os “penduricalhos” têm garantido que magistrados, promotores e procuradores recebam "supersalários"

Foto: Reprodução

Mesmo em grave crise fiscal e uma dívida pública que ultrapassa os R$ 115,6 bilhões, o estado de Minas Gerais, em 2018, repassou quase R$ 4,8 bilhões ao Tribunal de Justiça e R$ 1,9 bilhão ao Ministério Público para pagamento dos servidores.

Tanto as verbas indenizatórias quanto os “penduricalhos” têm garantido que magistrados, promotores e procuradores recebam “supersalários”.

Em maio, por exemplo, foi pago ao juiz de entrância especial Paulo Antonio de Carvalho, o vencimento referente ao mês de abril de R$ 752.159,39.

De acordo com a Constituição Federal, membros do Judiciário e do Ministério Público devem receber, no máximo, 90,2% do subsídio dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Entretanto, a lei permite que o valor seja extrapolado no caso de inclusão de verbas indenizatórias.

Minas Gerais é o segundo estado com maior número de magistrados do país. Perde apenas para São Paulo, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Em relação aos gastos com folha de pagamento no ano passado, entre os cinco estados com maior número de habitantes, São Paulo ocupa a primeira posição, com despesa de R$ 9,6 bilhões, de acordo com o Portal da Transparência do estado.

Em segundo lugar, está Minas, com custo de quase R$ 4,8 bilhões. Em seguida, aparecem o Rio de Janeiro, que gastou R$ 2,8 bilhões; Bahia, que teve despesa de R$ 2,4 bilhões; e Paraná, com gasto de R$ 1,8 bilhão em 2018.

De acordo com a estrutura remuneratória dos membros da magistratura em Minas Gerais, os salários variam de R$ 30.404,42 para juízes substitutos e juízes de primeira entrância a R$ 35.462,00 para desembargadores.

Com informações do G1-MG

 

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum