Em indireta ao PSDB, vice-presidente da Câmara lamenta “pequenez” e exalta encontro entre Lula e FHC

"Criticar um gesto de civilidade democrática entre dois ex-presidentes é de uma miopia política impressionante", disse Marcelo Ramos (PL-AM)

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), usou as redes sociais nesta sexta-feira (21) para criticar a postura de “líderes do campo democrático” que foram contra o encontro entre os ex-presidentes Lula (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB). O recado parece ser bem direto a algumas figuras do PSDB, como o presidente do partido, Bruno Araújo.

Notícias relacionadas

“É lamentável a pequenez de alguns líderes do campo democrático. Independente de compromissos eleitorais, criticar um gesto de civilidade democrática entre dois ex-presidentes é de uma miopia política impressionante em qualquer tempo, mais ainda em tempos de ataques a democracia”, escreveu Ramos em seu perfil no Twitter.

Ramos chegou a ser cotado como o candidato da “frente anti-Bolsonaro” na eleição da mesa diretora da Câmara dos Deputados no início do ano, mas acabou migrando para a chapa de Arthur Lira (PP-AL).

O recado parece ser bem direto para figuras do PSDB que se opuseram ao encontro, realizado no dia 12 de maio. O presidente nacional da legenda disse que “encontro ajuda a derrotar Bolsonaro, mas não faz bem a um potencial candidato do PSDB”.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), também reagiu de forma crítica: “Num país democrático é natural q dois ex-presidentes possam conversar sobre política. Mas também é natural que não se esqueça da história. Conversar com todos é premissa de quem deseja o fim do “nós contra eles”. Mas eu não aceito que o Brasil ande pra trás. Confio que FH tb não”. No segundo turno das eleições de 2018, Leite apoiou Jair Bolsonaro (ex-PSL) contra Fernando Haddad (PT).

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), foi no caminho inverso. “Lula e FHC podem ter divergências políticas e ideológicas, mas concordam que o Brasil precisa virar a página desta história trágica que estamos vivendo. Ninguém aguenta mais. O Brasil pertence ao povo brasileiro e todos nós temos nos unir para viver um novo tempo”, escreveu no Twitter.

A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, também saudou a iniciativa. “Só mesmo Bolsonaro é incapaz de aceitar que dois ex-presidentes podem conversar civilizadamente sobre os graves problemas do país, como fizeram Lula e FHC. O Brasil quer voltar a debater o futuro pela política. O ódio e a mentira deram no que deram”, escreveu.

Quem também gostou dessa reunião foi o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). “Muito importante esse diálogo entre os ex-presidentes Lula e Fernando Henrique, independentemente de alianças eleitorais. Trata-se de proteger a democracia ameaçada pela extrema-direita bolsonarista. Defendo esse diálogo há alguns anos, conforme registros de 2015 e 2017”, tuitou.

Publicidade
Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR