Fórumcast, o podcast da Fórum
14 de junho de 2019, 17h46

Em nota, Gleisi rebate general Heleno: “Expõe ódio patológico a Lula e ameaça instituições”

“Lula Livre é o maior pesadelo para quem serve a um governo lesa-pátria, que entrega as riquezas do país a interesses estrangeiros, trai a soberania e ataca os direitos do povo”, diz a mensagem

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

A deputada federal, Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT, assina nota do partido, divulgada na tarde desta sexta-feira (14), rebatendo as declarações do general Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que, de forma totalmente desequilibrada, atacou violentamente Lula. Heleno, inclusive, disse que o ex-presidente deveria ser condenado à “prisão perpétua”.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Abaixo a íntegra da nota:

O deplorável ataque de truculência do general Augusto Heleno diante de jornalistas, esta manhã (14/06), expõe cruamente seu ódio contra o presidente Lula e tudo o que ele representa para o sofrido povo brasileiro. É um ódio patológico que transborda no momento em que vem sendo confirmada, para o Brasil e o mundo, a verdade sobre a farsa judicial que levou Lula à prisão injusta e ilegal.

Ao exigir “prisão perpétua” para Lula, o general mostrou desprezo pela Constituição do Brasil, que não prevê tal pena para ninguém. Sua fala constitui clara ameaça ao Supremo Tribunal Federal, que está prestes a julgar a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro na ação em que condenou o ex-presidente, em conluio ilegal com a Força-Tarefa da Lava Jato.

O general Heleno repete, com murros na mesa, o mesmo tipo de pressão exercida contra o STF pelo então comandante do Exército, em maio de 2019, no julgamento do habeas corpus do ex-presidente. Lula Livre é o maior pesadelo para quem serve a um governo lesa-pátria, que entrega as riquezas do país a interesses estrangeiros, trai a soberania e ataca os direitos do povo.

Como disse Lula em entrevista divulgada na véspera, “quem serve a um governo que bate continência para a bandeira de outro país não merece ser general”. Diante da verdade exposta de forma tão clara, o general Heleno reagiu com preocupante desequilíbrio, desrespeitando e ofendendo aquele que foi seu comandante supremo durante oito anos.

Mais que uma transgressão dos códigos de disciplina militar, foi uma agressão à democracia, que exige nosso repúdio. O Brasil não merece ser governado pela truculência, pelo autoritarismo e por meio de ameaças às instituições.

Lula Livre!

Gleisi Hoffmann

Presidenta Nacional do Partido dos Trabalhadores


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum