sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Em nota, Jovem Pan pede desculpas para Glenn Greenwald

Depois de ter seu estúdio como palco de uma covarde agressão, a Jovem Pan divulgou uma nota na qual pede desculpas aos ouvintes e a Glenn Greenwald, vítima de dois socos do jornalista Augusto Nunes. A emissora diz no comunicado que repudia com veemência esses comportamentos.

Nesta quinta-feira (7), Nunes agrediu o editor do The Intercept Glenn Greenwald, durante o programa Pânico após ter sido chamado de covarde.

Leia e ouça a nota

A Jovem Pan lamenta o episódio ocorrido ao vivo no programa Pânico desta quinta-feira (7) entre os jornalistas Augusto Nunes e Glenn Greenwald.

Defensora vigilante dos princípios democráticos, do pluralismo de ideias e da liberdade de expressão, a Jovem Pan sempre abriu suas portas para convidados de diferentes campos ideológicos e com opiniões dissonantes, para que cada brasileiro forme seu juízo tendo acesso a visões variadas sobre os temas mais relevantes do momento.

Uma das principais marcas do Pânico é receber personalidades para o debate aberto e franco, bem-humorado e eventualmente ácido. Glenn Greenwald já participou da bancada em diversas outras oportunidades.

A liberdade de expressão e crítica concedida pela Jovem Pan a seus comentaristas e convidados, contudo, não se estende a nenhum tipo de ofensas e agressões. A empresa repudia com veemência esses comportamentos.

A Jovem Pan pede desculpas aos ouvintes, espectadores e convidados desta edição do Pânico, inclusive Glenn Greenwald.”

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.