Fórumcast #19
25 de março de 2019, 08h10

Em “nova fase”, Lava Jato em SP agora inicia perseguição a parentes de Lula

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, com a prisão de Paulo Preto, ex-diretor da Dersa e operador financeiro do PSDB, o foco da investigação muda, sem se aprofundar em outros tucanos implicados nos crimes, especialmente em relação às obras do Rodoanel

Procuradores da Lava Jato (Reprodução)

Com Lula preso em Curitiba e cada dia mais tolhido de sua liberdade de expressão por meio de uma sequência de decisões arbitrárias, a operação Lava Jato agora se volta aos familiares do ex-presidente.

Reportagem de José Marques, na edição desta segunda-feira (25) da Folha de S.Paulo, revela que procuradores da Operação Lava Jato em São Paulo agora miram o filho, Luis Cláudio, e o irmão, José Ferreira da Silva, o Frei Chico, do ex-presidente.

Como parte do Lawfare conduzido contra Lula, a Polícia Federal pediu o indiciamento do filho de Lula por recebimentos obtidos em sua empresa, a Touchdown, todos comprovados com contratos de prestação de serviços.

Já Frei Chico é alvo de um dos delatores, que diz que o irmão de Lula recebia mesada da Odebrecht. O que nunca ficou comprovado.

Segundo a reportagem, com a prisão de Paulo Preto, ex-diretor da Dersa e operador financeiro do PSDB em São Paulo, o foco da investigação muda, sem se aprofundar em outros tucanos implicados nos crimes, especialmente em relação às obras do Rodoanel.

Veja também:  Usado por Bolsonaro para mostrar que não é racista, Paulo Quilombola dá golpe em nome do presidente

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum