Fórumcast #19
22 de março de 2019, 15h23

Em novo chilique, Olavo de Carvalho ataca universidades e diz que ‘currículos lattes’ não vale nada

Os devaneios do astrólogo miraram ainda a proibição do “anticomunismo” nas universidades brasileiras e o que chama de “Programa Nacional de Polícia do Pensamento”

Eduardo Bolsonaro e Olavo de Carvalho (Reprodução/Facebook)

Em novo chilique com uma sequência de postagens em suas redes sociais, o guru ideológico do clã Bolsonaro, o astrólogo Olavo de Carvalho – que trava luta no governo para pautar os rumos do Ministério da Educação (MEC) – reiterou seu desprezo às universidades e à pesquisa científica no Brasil.

Dessa vez, as barbaridades do astrólogo não pouparam sequer a Plataforma Lattes, mantida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e que reúne dados de currículos, instituições e grupos de pesquisa.

“Quanto vale um “currículo lattes”? Nada. Ele só prova a produção compulsiva de “trabalhos científicos” que, em nada contribuindo para o progresso real da ciência”, publicou, sugerindo ainda que o instrumentos serve apenas para que as mães dos pesquisadores se orgulhem ou como “carteirinha de fidelidade ideológica”.

As posições de Olavo de Carvalho corroboram a desvalorização do governo Bolsonaro à formação acadêmica – tanto que dois de seus ministros, Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) e Ricardo Salles (Meio Ambiente) mentiram sobre titulações que não possuem.

Veja também:  Alexandre Frota chama Bolsonaro de idiota ingrato: "Eu, como ator pornô, dei mais certo do que ele no Exército""

Os devaneios do astrólogo miraram ainda a proibição do “anticomunismo” nas universidades brasileiras e o que chama de “Programa Nacional de Polícia do Pensamento”.

O guru do clã Bolsonaro chamou ainda de corrupção o financiamento público para o desenvolvimento de pesquisas.

“Em qualquer universidade, a orientação de teses é o mecanismo central e mais decisivo de controle ideológico: é ela que barra o acesso dos politicamente inconvenientes aos escalões superiores do ensino universitário e garante, ao longo das gerações, a continuidade do poder hegemônico sobre a vida acadêmica”, publicou no Twitter.

Olavo de Carvalho foi além e disse que quem subiu “na vida política levado pela onda Bolsonaro” e não consagre o “objetivo central” do presidente de destruir a ideologia de esquerda é “traidor e carreirista”.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum