domingo, 20 set 2020
Publicidade

Em resposta a Eduardo Bolsonaro, Lula diz que Brasil precisa de mais democracia

Preso em Curitba, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva recebeu a visita dos assessores José Chrispiniano e Ricardo Amaral. Através deles, Lula mandou um recado para todo o povo brasileiro, diante da ameaça feita pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro de que o país pode ter novamente um AI-5, caso manifestações populares ganhem as ruas em protesto ao governo do seu pai, Jair Bolsonaro.

“Lula pediu para mandar o seguinte recado: ‘O Brasil precisa é de mais democracia e não de menos. O presidente da República e os seus filhos precisam respeitar o povo brasileiro, respeitar a opinião de todos. O presidente não tem de concordar comigo, ele tem que respeitar democraticamente a opinião e todos’”, declarou Amaral, na saída da sede da Polícia Federal, em Curitiba.

A mensagem de Lula foi repetida em sua conta no Twitter.


Saiba o que foi o AI-5

O Ato Institucional nº 5 foi decretado em 13 de dezembro de 1968, no governo Costa e Silva. A instauração da medida proporcionou a fase mais tenebrosa da ditadura militar brasileira. A resolução dava poderes ilimitados ao presidente e proibia, entre outras coisas, greves e manifestações.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.