sábado, 26 set 2020
Publicidade

Em resposta a tuíte, Haddad desafia Bolsonaro para debate: “Tuitar e fazer live é fácil, deputado”

Bastante atuante nas redes sociais e concedendo entrevista apenas para jornalistas e emissoras que apoiam a sua candidatura, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que tem recusado convites para participar de debates, tomou uma invertida do oponente, Fernando Haddad (PT), nesta terça-feira (16), no Twitter.

Em tuíte em que Bolsonaro diz que a história de “admitir erros do seu partido é pra boi dormir” e voltar a bater na tecla da corrupção, Haddad comentou. “Tuitar e fazer live é fácil, deputado. Vamos debater frente a frente, com educação, em uma enfermaria se precisar. O povo quer ver você aparecer na entrevista de emprego”.

“Duas caras e cagão”
Em outro post, que diz recusar “o apoio vindo de grupos supremacistas” – fazendo alusão à declaração do ex-líder da Ku Klux Klan, de que o capitão “soa como nós” -, Bolsonaro tomou outra invertida, desta vez do deputado Paulo Pimenta (PT).

“Mentiroso, duas caras e cagão! Só tem coragem de gritar com mulher, criança e homossexual. Cadê a valentia toda pra debater propostas com o Haddad?”, tuitou o petista.

A simpatia do grupo extremista estadunidense pela candidatura do militar da reserva também foi alvo de ironia de Haddad nas redes sociais. “Meu adversário também está compondo com aliados e somando forças. Hoje ele recebeu o apoio da Ku Klux Klan”, publicou o petista.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.