domingo, 27 set 2020
Publicidade

Em sessão de oito minutos, TRF-4 nega novo recurso de Lula

Demorou apenas oito minutos para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negar um pedido da defesa do ex-presidente Lula para anular delações de executivos da Odebrecht que seriam remunerados pela empresa.

Segundo a jornalista Bela Megale, do O Globo, pedido está relacionado ao caso do sítio de Atibaia e foi negado por unanimidade pelos desembargadores nesta quarta-feira (22).

O advogado Cristiano Zanin defendeu a suspensão após apresentar uma planilha da empreiteira que mostra o pagamento dos 77 delatores ligados ao grupo. Segundo a defesa, os executivos passaram a ser remunerados após endossarem a narrativa da Operação Lava-Jato.

A defesa também solicitou que o TRF-4 investigasse uma possível falta de voluntariedade das delações da Odebrecht, com base nos dados da planilha.

Lucas Rocha
Lucas Rocha
Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.