sábado, 26 set 2020
Publicidade

Em troca de apoio, Alckmin promete “contribuição sindical negocial”

Geraldo Alckmin, pré-candidato à presidência da República pelo PSDB, na ânsia de ganhar mais força na sua candidatura, prometeu a criação de uma “contribuição sindical negocial”, caso seja eleito. Em troca, deverá receber o apoio do deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (Solidariedade-SP), líder da Força Sindical. O assunto foi tratado durante reunião entre ambos. Paulinho registrou o acordo em sua rede social, segundo informações do Valor e do blog do Josias, no UOL.

“Detalhamos a nossa proposta relativa à contribuição para negociação coletiva. Propusemos que ela seja aprovada em assembleias de trabalhadores com pelo menos 20% da categoria, e descontada de todos os beneficiados pelo acordo”, postou no Facebook.

Alckmin tenta agradar aos sindicatos, que lutam pela volta da contribuição sindical obrigatória e, com a proposta, pretendeu desfazer um mal-estar entre ele e o deputado, que flertava com a candidatura de Ciro Gomes (PDT). Além disso, depois do apoio do centrão, o tucano deseja aumentar ainda mais seu tempo de propaganda na TV.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.