#Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de outubro de 2019, 12h11

Em vídeo, Delegado Waldir pede arrego e, sem citar Eduardo Bolsonaro, entrega liderança da bancada do PSL

Pela manhã, foi protocolada uma lista com 29 assinaturas para destituir Waldir da liderança e substitui-lo pelo filho do presidente

Reprodução

A intriga dentro do PSL ganhou um novo capítulo nesta segunda-feira (21). O deputado Delegado Waldir (GO) decidiu entregar o cargo de líder do partido na Câmara. Sem anunciar o nome de seu concorrente ao cargo, Eduardo Bolsonaro, Waldir anunciou sua desistência por meio de um vídeo gravado por ele nesta manhã e divulgado por sua assessoria de imprensa.

“O meu partido, PSL, decidiu retirar a ação de suspensão de cinco parlamentares e aceitamos, democraticamente, uma nova lista que foi feita por parlamentares”, disse. “Já estarei à disposição do novo líder para, de forma transparente, passar para ele toda a liderança do PSL”, continuou.

Nos últimos dias, ele travou uma disputa, incluindo troca de acusações, com a ala do PSL ligada ao presidente Jair Bolsonaro. O deputado é ligado ao grupo do presidente do partido, Luciano Bivar (PE).

O líder do governo na Casa, Major Vitor Hugo (PSL-GO), chegou a protocolar pela manhã à Secretaria-Geral da Mesa Diretora uma lista com 29 assinaturas para destituir Waldir da liderança do PSL na Câmara e substitui-lo pelo deputado Eduardo Bolsonaro (SP), filho do presidente.

Neste domingo, o filho do presidente, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), divulgou um vídeo em suas redes sociais, no qual critica deputados do seu partido que estão apoiando a manutenção do Delegado Waldir (PSL-GO) como líder da sigla. “O meu nome era o que mais angariava apoio (como líder na Câmara) e, neste momento, precisamos de apoio, assinatura, para tirar o Delegado Waldir, para tentar voltar à normalidade”, afirmou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum