Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de outubro de 2018, 15h15

Em vídeo, Haddad mostra a tortura na Ditadura e Bolsonaro batendo continência à bandeira dos EUA

Amelinha Teles, uma das vítimas da Ditadura, conta como foi torturada pelo Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, que é constantemente homenageado por Bolsonaro.

O programa eleitoral do candidato Fernando Haddad (PT) desta quinta-feira (18) trouxe como um dos temas os riscos que os bens naturais brasileiros correm nas mãos de Jair Bolsonaro (PSL). O programa mostra o militar da reserva batendo continência para a bandeira dos Estados Unidos e gritando “USA”. Em seguida, é questionado os motivos para Bolsonaro dizer que iria entregar a Amazônia para os americanos cuidarem e quais as razões para ele ter votado para que o pré-sal fosse entregue aos estrangeiros.

O vídeo também mostra casos de tortura no País ocorridos durante a ditadura militar e revela quem foi o ídolo de Bolsonaro: o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o maior torturador que o Brasil do regime militar. Nessa parte da propaganda, é recuperada uma fala de Bolsonaro, em que ele se diz favorável à tortura. Em seguida, aparece o depoimento de Amelinha Teles, uma das vítimas de Ustra, contando as crueldades que ele fazia com as pessoas que eram torturadas.

A propaganda também lembrou dos casos de violência relacionados à eleitores de Bolsonaro pelo Brasil.

Assista ao vídeo completo:

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum