sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Em vídeo, Wagner Moura pede a Ciro e FHC união para combater o fascismo

Foto: Reprodução/Vídeo

Conhecido por suas posições políticas progressistas, o ator Wagner Moura divulgou nesta terça-feira (16) um vídeo no qual faz um pedido ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e ao candidato Ciro Gomes (PDT) que se envolvam diretamente na campanha de Fernando Haddad (PT), como o único meio de deter a ascensão do fascismo, representada pela candidatura de Jair Bolsonaro (PSL).

“Eu sei que você não é racista, homofóbico, a favor da cultura do estupro, que a violência se combate com assassinatos, enfim. Eu seu que você, que discorda de mim, é um democrata. Esses valores que você tem dentro de você se traduzem na palavra democracia, aliados à liberdade de expressão, o que faz com que discordemos um do outro. E a liberdade de expressão está ameaçada já”, afirma Moura.

Ele destaca no vídeo casos emblemáticos de intolerância e violência extrema, como a morte do mestre de capoeira Moa do Katendê, em Salvador, com 12 facadas, ap[os ter declarado apouo a Haddad, e de uma jovem agredida por apoiadores de Bolsonaro, que teve uma suástica marcada em seu corpo. “Eu sei que os seus valores não absorvem esse tipo de atitude, então esse é um apelo a esses seus valores, que você os coloque acima de qualquer coisa”, ressalta.

“Eu sou refratário a qualquer tipo de patrulha ideológica, mas esse é o momento para as pessoas se posicionarem”, acrescenta.

Assistam a íntegra do vídeo:

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.