Empresários se irritam com gargalhadas de Temer à imitação de Bolsonaro

A cena, para eles, pode colaborar para reduzir o frágil clima de instabilidade que prejudica os negócios no país

O vídeo do jantar em que Michel Temer aparece gargalhando da imitação do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) não caiu bem entre empresários que tinham ficado satisfeitos com a carta do recuo conduzida pelo ex-presidente na semana passada.

De acordo com informações do Painel S.A., a cena pode colaborar para reduzir o frágil clima de instabilidade que prejudica os negócios no país.

Ao se antecipar ao estrago, Temer precisou telefonar para Jair Bolsonaro, seu sucessor no Planalto, nesta terça-feira, para se explicar diante da grande repercussão do vídeo em que Marinho abusou dos trejeitos autoritários, radicais e grosseiros do mandatário. A cena foi gravada durante um jantar na casa do empresário e especulador libanês Naji Nahas, na noite desta segunda-feira (13), em São Paulo.

Temer alegou que também foi vítima das imitações de Marinho e que tudo não passou de uma brincadeira, sem a intenção de tirar sarro do atual presidente da República. Acrescentou ainda que os convidados riram de várias piadas feitas pelo humorista, sem qualquer relação com Bolsonaro.

Temer achou melhor se justificar com seu sucessor por conta dos elementos que envolveram a imitação, que foi realizada por um humorista crítico do presidente e que ainda por cima é filho de Paulo Marinho, suplente do senador Flávio Bolsonaro, com quem rompeu desde o início do mandato e a quem dirigiu uma série de denúncias.

Bolsonaro teria dito ao ex-presidente para não esquentar a cabeça, que entendia o episódio. Temer teria ainda argumentado que Marinho imitou Donald Trump, Joe Biden, Ciro Gomes e João Doria.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR