Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de janeiro de 2020, 08h43

Ernesto Araújo ataca Leonardo Boff e diz que teólogo, com o PT e a Ecologia, tenta destruir a Igreja Católica

Doutrinado por Olavo de Carvalho e alçado ao comando do Itamaraty por manobra de Jair Bolsonaro, quebrando a hierarquia diplomática, Araújo ainda creditou a Boff a fuga de fiéis da igreja Católica rumo aos templos evangélicos - fenômeno que vem acontecendo em todo o mundo nas últimas décadas

Leonardo Boff e Ernesto Araújo, com o mentor, Olavo de Carvalho (Montagem)

Apos ser criticado por dizer na mensagem de ano novo que “Lulopetismo+isentoleft são expressão de um projeto de poder global e globalista”, o chanceler olavista Ernesto Araújo atacou o teólogo e escritor Leonardo Boff dizendo que o ex-padre, ideólogo da Teologia da Libertação, junto com o PT e a Ecologia querem destruir a igreja Católica.

“Você e seus amigos, ao tentarem transformar a Igreja Católica em linha auxiliar do PT, perderam o povo. Mas não desistem. Tendo abandonado os pobres, agora tentam a ecologia como instrumento. Tentam de tudo. Não descansarão enquanto não tiverem conseguido destruir a Igreja”, disse Araújo, que se classifica como católico.

Doutrinado por Olavo de Carvalho e alçado ao comando do Itamaraty por manobra de Jair Bolsonaro, quebrando a hierarquia diplomática, Araújo ainda creditou a Boff a fuga de fiéis da igreja Católica rumo aos templos evangélicos – fenômeno que vem acontecendo em todo o mundo nas últimas décadas.

“Veja só @LeonardoBoff: Quando a sua teologia da libertação apareceu, mais de 90% dos brasileiros eram católicos. Hoje são só 50% e caindo. Os brasileiros -principalmente os pobres- rejeitaram o seu teomarxismo e correram p/as igrejas evangélicas, onde podem louvar Jesus Cristo”.

Vergonha
Os ataques de Araújo aconteceram na madrugada desta quinta-feira (1º), após Boff rebater as críticas da mensagem de ano novo do chanceler, dizendo que em “2020 é preciso continuar trabalhando contra o mecanismo esquerdista, e não basta fazê-lo dentro do Brasil” e que os termos que ele classifica como “Lulopetismo+isentoleft”, sobre uma esquerda que disfarça comoisenta, são “expressão de um projeto de poder global e globalista”.

“Nunca a inteligência foi rebaixada com seu pensamento velhista e falso e o Brasil jamais passou tanta vergonha com suas intervenções sem nenhuma base séria senão fruto de um preconceito anti-humano e anti-vida”, tuitou o ex-frade franciscano.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum