Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de janeiro de 2020, 08h30

Erro estratégico da defesa de Flávio Bolsonaro pode complicar ainda mais sua situação

Petição do próprio filho do presidente será usada contra ele em tese de quebra de seu sigilo

Foto: Divulgação

Uma petição da defesa do próprio senador Flávio Bolsonaro (Sem Partido-RJ) será usada pelo Ministério Público e pode vir a complicar ainda mais a sua situação.

Uma advogada do filho do presidente pediu, em março, antes de ocorrer a sua quebra de sigilo, para que ele seja ouvido apenas ao final da fase de investigação, quando encerrada a coleta de provas

O desembargador Antônio Amado, da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, votou nesta terça-feira (28) para anular a decisão do juiz da 27ª Vara Criminal, Flávio Itabaiana, que há um ano determinou quebras dos sigilos bancários do senador Flávio Bolsonaro e de outras 95 pessoas e empresas.

A representação é do dia 19 de março, antes da quebra ocorrer.

Amado considerou no voto que o senador não teve oportunidade de se manifestar.

Mas teve sim. Só não o fez por um pedido da própria defesa que, procurada, não se manifestou.

O parlamentar é investigado pelo Ministério Público (MP) do Rio pela prática de “rachadinha”, como é conhecida a devolução de parte dos salários de funcionários.

Com informações do Painel, da Folha


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum