Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de dezembro de 2019, 19h35

“Estávamos mal acostumados”, diz Eduardo Bolsonaro ao defender “pibinho” do pai

Projeções do IBGE indicam crescimento econômico de 1,2% em comparação com 2018

Eduardo Bolsonaro - Foto: Reprodução/YouTube

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usou as redes sociais neste sábado (21) para defender a política econômica do governo Bolsonaro. O parlamentar afirmou que as metas prometidas estão sendo cumpridas, apesar de reconhecer que o crescimento de 1,2% é bem modesto.

“Estávamos mal acostumados e ver candidatos prometendo a criação de milhões de empregos sem qualquer base, ministros projetando crescimento do Brasil que jamais seria alcançado. Hoje vemos o oposto. O crescimento de 1,2% e mais de 1mi empregos só em 2019 superam os prognósticos”, afirmou o filho 03 do presidente.

Segundo o IBGE, em relação a igual período de 2018, o crescimento da economia foi de 1,2%, apenas 0,2% que as projeções de agências. No acumulado em quatro trimestres terminados no 3º trimestre de 2019, o PIB registrou crescimento de 1,0%, frente aos quatro trimestres imediatamente anteriores.

A taxa oficial de desemprego vem diminuindo, com a criação de novos postos de trabalho, mas nas regiões mais pobres do país mais da metade dos empregados ocupa vagas informais, sem carteira assinada.

No início do mês, o presidente Jair Bolsonaro também defendeu os números. “Pode ser inesperado para analistas econômicos, mas, da nossa parte, sabíamos que viria uma boa notícia. E ela veio em boa hora. A equipe econômica diz que a previsão para o próximo trimestre é crescer. O Brasil está crescendo”, disse.

Falta de Costume”

A “falta de costume” citada por Eduardo pode ter a ver com os altos números de crescimento econômico apresentados nos governos petistas – com índices acima dos 2% até o período do impeachment de Dilma Rousseff. A economia brasileira chegou a ser considerada a sexta maior do mundo, hoje ocupa a nona posição. Em novembro, seguidores do presidente chegaram a viralizar uma matéria do O Globo dizendo que o Brasil havia chegado à sexta colocação, mas a notícia era de 2012.

Fonte: FGV/IBGE


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum