Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de março de 2019, 07h54

Evangélica indicada para número 2 do MEC anuncia saída: “Quadro bastante confuso na pasta”

Planalto estaria buscando um nome forte para número 2 do MEC para tentar manter Vélez no cargo. Há mais de uma semana fala-se numa provável demissão do ministro, muito enfraquecido depois de disputas internas e medidas polêmicas

Iolene Lima (Reprodução)

Uma semana após ser indicada para ser o braço direito de Ricardo Vélez Rodriguez no Ministério da Educação, a educadora evangélica Iolene Lima anunciou sua saída da pasta pelo Twitter: “Hoje, após uma semana de espera, recebi a informação que não faço mais parte do grupo do MEC”, tuitou.

Iolene diz ter aceitado o convite diante de “um quadro bastante confuso na pasta”. Antes de ser chamada para o cargo de secretária executiva, era diretora de formação da pasta. Ela também não voltará para essa função.

O nome dela não teria agradado o governo, que não permitiu sequer que ela fosse nomeada, mesmo depois de anunciada pelo ministro. Segundo a jornalista Renata Cafardo, em seu blog no Estadão, o Planalto estaria buscando um nome forte para número 2 do MEC para tentar manter Vélez no cargo. Há mais de uma semana fala-se numa provável demissão do ministro, muito enfraquecido depois de disputas internas e medidas polêmicas.

Apesar de evangélica, Iolene não tinha o apoio da bancada evangélica no Congresso. Ela foi indicada para o MEC por Luiz Antonio Tozi, ex-secretário executivo, também demitido.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum