Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

O que o brasileiro pensa?
16 de julho de 2019, 10h41

Ex-governadores do PSB defendem que Estados e Municípios sejam inseridos na Reforma da Previdência

Governadores já se articulam para convencer parlamentares a reincluí-los no texto da reforma no Senado; Fora da reforma da Previdência aprovada na Câmara, restam poucos caminhos a estados e municípios para reequilibrar suas contas

Foto: Divulgação

Em um ciclo de debates “Pense Brasil”, em Brasília, promovido pela Fundação João Mangabeira, ex-governadores do PSB defenderam nesta terça-feira (16) que o Senado Federal insira os estados e municípios na proposta de Reforma da Previdência que será discutida na Casa no segundo semestre.

“Onde o déficit da Previdência é mais preocupante é nos Estados e Municípios, e, especialmente muitas vezes o governador tem dificuldades políticas de enfrentar questões corporativas nos seus estados, então seria muito importante que o Senado apreciasse essa questão”, disse ao blog o ex-governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

Fora da reforma da Previdência aprovada na Câmara, restam poucos caminhos a estados e municípios para reequilibrar suas contas.

Governadores já se articulam para convencer parlamentares a reincluí-los no texto da reforma no Senado. Provável relator da Previdência no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE) disse ao Globo que é grande a chance de incluir estados e municípios na tramitação final do projeto.

Segundo o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), não faz sentido o país ter vários sistemas de Previdência vigentes. “Se você tem uma Previdência em um Estado e no município outro, é meio que um arranjo conjuntural”, avaliou.

Porém, do jeito que o texto foi aprovado Coutinho defende a não aderência à Reforma. “Ela é a pior reforma que já foi proposta ao povo brasileiro, porque não é algo que aprimora, que destrói privilégios, que aprimora o acesso, ela impede o acesso”.

“A Previdência é a principal política pública que caracteriza a nação, porque ela é solidária. A nação que não cuida de seus idosos, de seus ex-trabalhadores não pode ser chamado de nação”, finalizou Coutinho.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum