Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

16 de julho de 2019, 10h41

Ex-governadores do PSB defendem que Estados e Municípios sejam inseridos na Reforma da Previdência

Governadores já se articulam para convencer parlamentares a reincluí-los no texto da reforma no Senado; Fora da reforma da Previdência aprovada na Câmara, restam poucos caminhos a estados e municípios para reequilibrar suas contas

Foto: Divulgação

Em um ciclo de debates “Pense Brasil”, em Brasília, promovido pela Fundação João Mangabeira, ex-governadores do PSB defenderam nesta terça-feira (16) que o Senado Federal insira os estados e municípios na proposta de Reforma da Previdência que será discutida na Casa no segundo semestre.

“Onde o déficit da Previdência é mais preocupante é nos Estados e Municípios, e, especialmente muitas vezes o governador tem dificuldades políticas de enfrentar questões corporativas nos seus estados, então seria muito importante que o Senado apreciasse essa questão”, disse ao blog o ex-governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

Fora da reforma da Previdência aprovada na Câmara, restam poucos caminhos a estados e municípios para reequilibrar suas contas.

Governadores já se articulam para convencer parlamentares a reincluí-los no texto da reforma no Senado. Provável relator da Previdência no Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE) disse ao Globo que é grande a chance de incluir estados e municípios na tramitação final do projeto.

Segundo o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), não faz sentido o país ter vários sistemas de Previdência vigentes. “Se você tem uma Previdência em um Estado e no município outro, é meio que um arranjo conjuntural”, avaliou.

Veja também:  Janaína Paschoal defende Frota e diz que é “mau precedente expulsar alguém pelo que pensa”

Porém, do jeito que o texto foi aprovado Coutinho defende a não aderência à Reforma. “Ela é a pior reforma que já foi proposta ao povo brasileiro, porque não é algo que aprimora, que destrói privilégios, que aprimora o acesso, ela impede o acesso”.

“A Previdência é a principal política pública que caracteriza a nação, porque ela é solidária. A nação que não cuida de seus idosos, de seus ex-trabalhadores não pode ser chamado de nação”, finalizou Coutinho.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum