Ex-ministro da Saúde celebra registro definitivo da Pfizer e critica Bolsonaro: “Descaso”

Em entrevista à Fórum, o senador Humberto Costa (PT-PE) condenou o fato de o Governo Federal não ter contratado doses da farmacêutica

O senador Humberto Costa (PT-PE), ministro da Saúde durante o primeiro governo Lula, celebrou nesta terça-feira (23) a aprovação do registro definitivo da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech. Costa ainda disparou diversas críticas contra o governo em razão da ausência de um contrato pela compra do imunizante.

Para o senador, o registro da vacina na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) “é uma grande noticia” por oferecer “mais uma alternativa para fazer o enfrentamento à Covid-19”.

“O grande problema é que o governo brasileiro ainda não fez a aquisição dessas vacinas, dando uma demonstração clara de sua incompetência e de seu pouco interesse em enfrentar esse grave problema que estamos encarando há mais de um ano”, ponderou.

“Ofertas de mais de 60 milhões de vacinas foram feitas pela Pfizer no ano passado, mas o governo se apega a cobranças contratuais que a Pfizer faz, que são iguais às feitas aos demais países e já são mais de 50 utilizando o imunizante. É uma demonstração do descaso desse governo”, completou.

Costa acredita que a ausência de uma atuação do governo federal força a atuação do Congresso Nacional pela garantia da possibilidade

“Provavelmente, o Congresso Nacional será obrigado a assumir, diante da inércia do governo, o compromisso de cumprir as exigências contratuais que já foram cumpridas por outros países”, disse ainda.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), apresentou nesta terça um projeto de lei (PL 534/2021) que facilita a compra de vacinas contra o coronavírus por estados, Distrito Federal, municípios e empresas privadas.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR