quarta-feira, 23 set 2020
Publicidade

Facebook derruba rede de ‘engajamento falso’ mantida por brasileiros

O Facebook derrubou nesta quarta-feira (15) uma rede brasileira de falso engajamento formada por 72 grupos, 50 contas e 5 páginas, responsável por um comércio de curtidas e seguidores. A prática viola as políticas de autenticidade do Facebook. A rede ilegal foi denunciada pelo Digital Forensic Research Lab (DFRLab), organização que fornece informações ao Facebook sobre ameaças de abusos e campanhas de desinformação.

Só no primeiro trimestre deste ano, o Facebook removeu 837 milhões de conteúdos de spam e 583 milhões de contas falsas em todo o mundo. No mês passado, a rede social tirou do ar 196 páginas do Brasil sob acusação de “desinformação” e várias delas eram ligadas ao Movimento Brasil Livre (MBL).

Identificada durante investigação sobre a amplificação de páginas falsas na eleição presidencial do México, a nova irregularidade tinha participação de brasileiros na produção e promoção de conteúdo partidário no país latino. Mais de 100 perfis brasileiros, que curtiam conteúdos das eleições mexicanas, diziam trabalhar em uma página chamada “Frases & Versos”, com 5 milhões de curtidas. Alguns usuários haviam criado suas contas apenas em setembro de 2017.

De acordo com o DFRLab, as curtidas não são de tráfego espontâneo. “As reações em duas páginas mexicanas altamente partidárias não vieram apenas de contas brasileiras: vieram das mesmas contas brasileiras, reagindo na mesma ordem”.

O uso uso de fotos “emprestadas” também contribui para a criação de perfis falsos e do consequente engajamento. “Uma das primeiras contas a curtir os posts, Viitor Sillva, usou em seu perfil a foto da atriz Chantal Goya. É um método comum para mascarar contas falsas ou automatizadas”, diz o DFRLab no relatório.

Com informações do Estadão

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.