Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de outubro de 2018, 14h13

Fala de Eduardo Bolsonaro sobre o STF é “inaceitável”, diz Alexandre de Moraes

“Mesmo com 30 anos de Constituição, temos que conviver com declarações dúbias, feitas de maneira absolutamente irresponsável, por um membro do parlamento brasileiro”, afirmou ministro

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro Alexandre de Moraes disse, nesta segunda-feira (22), que “é algo inaceitável que tenhamos que ouvir tanta asneira da boca de quem representa o povo”. Ele fez a declaração durante uma palestra no Ministério Público em referência à polêmica que envolveu o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), que disse que bastava “um soldado e um cabo” para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF).

Um vídeo com a fala do filho do candidato à presidência, Jair Bolsonaro (PSL), viralizou neste final de semana. A afirmação foi gravada em julho, durante um evento com policiais federais. Sem citar o deputado, Moraes afirmou que as declarações foram “absolutamente irresponsáveis”.

O ministro também falou sobre a necessidade de a Procuradoria-Geral da República (PGR) realizar uma investigação contra Eduardo por crime tipificado na lei de segurança nacional. “Nada justifica a defesa do fechamento das instituições republicanas”, disse Moraes.

Segundo ele, o Brasil vive um paradoxo. “Mesmo com 30 anos de Constituição, temos que conviver com declarações dúbias, feitas de maneira absolutamente irresponsável, por um membro do parlamento brasileiro”.

De acordo com informações do Estadão Conteúdo, o ministro deixou o evento sem dar entrevistas, mas disse durante a palestra que as declarações de Eduardo merecem “imediata abertura de investigação” por incitar animosidade entre forças armadas e instituições civis. “Não é possível que se afirme que estava brincando, não se brinca com a democracia”, afirmou o ministro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum