sábado, 19 set 2020
Publicidade

Família de Marielle ingressa na Justiça para que YouTube retire vídeos difamatórios do ar

Os familiares da socióloga e vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) ingressaram na Justiça com um requerimento, na 47ª Vara Cível do Rio de Janeiro, para que o YouTube retire do ar os vídeos que apresentam conteúdos difamatórios à memória da ativista, que foi assassinada no último dia 14.

Segundo informou o blog de Lauro Jardim, de O Globo, são dezenas de vídeos com calúnias. Em um deles, sob o título “Cidadão entrega o jogo sobre o assassinato da vereadora”, com 1 milhão de acessos até agora, o tom é que Marielle “foi eleita pelo Comando Vermelho”.

A juíza Márcia Holanda deve tomar uma decisão liminar até esta sexta-feira (23).

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.