Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
09 de dezembro de 2019, 22h12

Feliciano culpa Mario Covas Neto por expulsão do Podemos

"Ser expulso de um partido por apoiar o presidente Bolsonaro é para mim motivo de orgulho", declarou o parlamentar

Marco Feliciano e Bolsonaro - Foto: Reprodução

O deputado federal Marco Feliciano (SP) publicou uma nota na noite desta segunda-feira (9) criticando o Podemos por sua expulsão e dizendo sentir-se orgulhoso pelo feito. Segundo ele, o partido fez um processo de “exceção” contra ele com o objetivo de se afastar do bolsonarismo.

“Ser expulso de um partido por apoiar o presidente Bolsonaro é para mim motivo de orgulho. Por isso aceito a decisão. Contudo, saliento que se tratou de um processo de exceção, onde sequer fui intimado a me defender”, afirmou o parlamentar, em nota.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Feliciano negou as acusações feita pela legenda e atacou o presidente do Podemos, Mario Covas Neto, dizendo que ele atua de acordo com os interesses do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB).

Na denúncia apresentada por filiados e aceita por Covas Neto, Feliciano é acusado de corrupção, assédio sexual, recebimento de propina, pagamento a funcionários fantasmas, até comentários incompatíveis sobre o cantor Caetano Veloso. Um dos casos destacados é o do tratamento dentário de R$ 157 mil.

Veja a nota na íntegra:

Em relação a minha expulsão do Podemos, assim me manifesto:

1 – Ser expulso de um partido por apoiar o presidente Bolsonaro é para mim motivo de orgulho. Por isso aceito a decisão.

2 – Contudo, saliento que se tratou de um processo de exceção, onde sequer fui intimado a me defender.

3 – Os motivos elencados pelo partido para me expulsar são todos mentirosos. Afinal, se fossem verdade, teriam que expulsar quase todos os deputados federais, pois como eu pediram à Câmara ressarcimento de gastos em saúde.

4 – Nesse sentido, afirmo que jamais cometi qualquer irregularidade na minha vida pública, e quem disser ao contrário será devidamente processado civil e criminalmente.

5 – Por fim, deixo claro que tudo isso é uma trama do presidente estadual do Podemos, Mário Covas Neto, que colocou o partido a reboque dos interesses de seu parente Bruno Covas.

Dacar, Senegal, em 9/12/2019.

Deputado Marco Feliciano.
Vice-Líder do Governo no Congresso Nacional.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum