Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de dezembro de 2019, 09h05

Felipe Moura Brasil critica Bolsonaro e diz que ele se protegeu de delação de Queiroz

Jornalista diz que presidente usou o pacote anticrime de Moro para evitar delações do ex-assessor de Flávio Bolsonaro

Jair Bolsonaro - Foto: Reprodução/Twitter

O diretor de jornalismo da Jovem Pan, Felipe Moura Brasil, foi às redes sociais na noite desta quinta-feira (26) para criticar a decisão do presidente Jair Bolsonaro de sancionar medidas do pacote anticrime de seu ministro da Justiça, Sergio Moro. De acordo com o comentarista, atitude do presidente busca impedir a delação de Fabrício Queiroz sobre os crimes cometidos no gabinete de Flávio Bolsonaro, na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj)

“Criação do juiz de garantias, sancionada por Bolsonaro em lei válida a partir de 24/1, tira do juiz Flávio Itabaiana eventual ação penal contra Flávio. Limite a delações, também sancionado por Jair, impedirá Queiroz de delatar outros crimes se colaborar sobre rachadinha na Alerj”, escreveu o jornalista.

A sanção do presidente foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União na noite desta terça-feira (24). A lei do pacote anticrime de Moro, no entanto, foi aprovada com vetos a 25 itens do texto. Uma das medidas preservadas foi o juiz de garantias, emenda do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) que contraria o ministro da Justiça.

A medida em questão tem a função de deliberar a respeito de decisões tomadas durante a investigação, antes da instauração de um processo criminal. O intuito é que ele assegure que os direitos individuais do investigado sejam preservados.

Confira o tuíte de Felipe Moura:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum