Fernando Cury diz agora que não houve toque ‘em regiões de maior intimidade’ em assédio a Isa Penna

"Se houve um toque na região lateral direita (cintura) ele ocorreu sem pressão, de forma tão leve, que no momento não foi ao menos percebido pela deputada Isa Penna", diz o advogado de Fernando Cury, que contratou perito para analisar vídeo da Alesp

Em nova peça de defesa protocolada no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), o deputado Fernando Cury (Cidadania) afirma que não houve toque “em regiões de maior intimidade” no assédio a Isa Penna (PSOL), que foi flagrado pelas câmeras da casa.

Segundo reportagem de Carolina Linhares, na edição desta sexta-feira (19) da Folha de S.Paulo, o advogado de Cury, Roberto Delmanto Junior, que contratou um perito para analisar o vídeo, diz que “não ocorreu toque ‘em regiões de maior intimidade’ da douta deputada Isa Penna, muito menos ‘toque forçado’.

“Não há aspectos ou elementos técnicos que permitam afirmar que houve apalpação ou ‘encoxada’”, diz o laudo do perito Edmundo Braun, professor da academia de Polícia Civil, perito colaborador do Ministério Público de São Paulo, ex-diretor da Associação Brasileira de Combate à Falsificação e ex-perito judicial.

No documento, o advogado alega que “se houve um toque na região lateral direita (cintura) ele ocorreu sem pressão, de forma tão leve, que no momento não foi ao menos percebido pela deputada Isa Penna, que não esboçou uma mínima reação para o seu lado direito”.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR