Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de dezembro de 2016, 13h58

FHC: Generais do passado foram substituídos pelos juízes do presente

Ao defender o golpe de 2016, em artigo para revista Veja, Fernando Henrique Cardoso diz que as instituições democráticas saíram fortalecidas e que, se fosse há 30 anos generais "poriam ordem nas coisas"

Ao defender o golpe de 2016, em artigo para revista Veja, Fernando Henrique Cardoso diz que as instituições democráticas saíram fortalecidas e que, se fosse há 30 anos, generais “poriam ordem nas coisas”.

Da Redação com informações do 247

O ano de 2016 foi aquele em que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso venceu, mas perdeu. Depois de ver seu partido ser derrotado em quatro eleições presidenciais consecutivas em razão do sucesso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu principal rival, FHC conseguiu concretizar seu maior projeto: a derrubada do PT, por meio de um golpe parlamentar do qual foi um dos principais articuladores.

 

O resultado está aí: o governo Michel Temer, chamado por FHC de “pinguela”, é reprovado por 77% dos brasileiros e já não há mais quem diga, sem corar de vergonha, que a presidente Dilma Rousseff foi afastada por pedaladas fiscais. Todos sabem que 2016 foi o ano em que o Brasil causou perplexidade no mundo ao promover o golpe dos corruptos contra a presidente honesta, causando sua própria autodestruição econômica – desde que o golpe começou a ser articulado pela aliança PMDB-PSDB, a economia brasileira, que com Lula e Dilma conheceu o pleno emprego, já recuou mais de 10%.

 

Convidado a fazer um balanço do ano para a revista Veja, FHC produziu um texto melancólico, no qual confessa que os generais dos golpes do passado foram substituídos pelos juízes do presente. Eis um trecho do texto “Futuro escorregadio”:

 

“De toda maneira, fortalecemos as instituições democráticas. Há trinta anos, diante do desmantelamento socioeconômico e político em que nos encontramos, estaríamos balbuciando o nome de generais que “poriam ordem nas coisas”; hoje, não os conhecemos e, em compensação, sabemos de cor o nome de ministros do Supremo Tribunal Federal e o de alguns juízes mais ativos de outras cortes. Um tremendo passo adiante.”

 

FHC é, sem dúvida, um dos principais responsáveis pela tragédia atual do Brasil – um país que, de admirado, se transformou num fracasso produzido por suas próprias elites. O ex-presidente tucano, no entanto, termina o ano como um grande derrotado. Neste 2016, o fato mais marcante para ele foi o protesto de 499 intelectuais que o impediram de participar de um debate acadêmico em Nova York, em razão do seu apoio ao golpe (leia mais aqui).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum