Fórum Educação
03 de abril de 2020, 14h52

FHC volta a atacar Lula: “Ele matou a esquerda”

"Eu conheci o Lula tosco, hoje ele não é mais tosco. Ele aprendeu. Mas o Lula passou. O que ele representava, não representa mais", atacou o ex-presidente tucano

Foto: Reprodução/Agência Sportlight

O ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), voltou a atacar o ex-presidente Lula (PT) nesta sexta-feira (3) e disse que o petista “matou a esquerda” do país e que Lula já não “representa mais nada”. FHC também atacou o apresentador Luciano Huck, possível candidato à presidência em 2022, dizendo que o mesmo está “marginalizado” na política.

Em tom agressivo, ex-presidente disse ao UOL que Lula não é um nome viável para disputar as próximas eleições. “Eu conheci o Lula tosco, hoje ele não é mais tosco. Ele aprendeu. Mas o Lula passou. O que ele representava, não representa mais. Lula está livre, e agora o que ele fala? Ele ataca o Bolsonaro, mas não é isso que o Brasil quer. (Se for candidato) ele vai perder, pois há um antipetismo muito forte”, disse.

“O que o Lula representou não representa mais. Ele é acusado por fatos. Pode haver um sentimento antipetista no julgamento? Pode. Mas isso não afeta os fatos concretos”, completou.

Com relação a Huck, o tucano criticou o apresentador por não ter se posicionado durante a crise do coronavírus. “E nas forças novas o Luciano Huck, que é apoiado por todos, nessas horas de conflito maior, de crise, tem menos o que dizer. Fica um pouco marginalizado no processo”, opinou.

Huck tem adotado um tom moderado com relação à pandemia, evitando entrar em conflitos políticos como o que envolve Bolsonaro e seu ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Em artigo publicado nesta quarta-feira (1) no jornal Folha de S.Paulo, o apresentador preferiu se abster sobre como evitar o avanço do coronavírus no país e disse que prefere “refletir sobre o futuro”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum