Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de dezembro de 2019, 13h44

Flávio Bolsonaro pagou R$ 30 mil em dinheiro vivo por móveis, revela depoimento

Ministério Público suspeita que dinheiro veio do esquema de corrupção no antigo gabinete do ex-deputado na Alerj

Flávio Bolsonaro com Queiroz e Evelyn Queiroz na loja da Kopenhagen (Reprodução)

Um depoimento prestado ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) revelou que o senador Flávio Bolsonaro pagou R$ 30 mil em dinheiro vivo para ficar com móveis que estavam em um apartamento que comprou em 2014 na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. MP-RJ suspeita que dinheiro é proveniente do esquema de corrupção entre o filho do presidente e ex-assessores na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Denúncia foi feita pelo antigo proprietário do imóvel, David Macedo Neto, que recebeu dez depósitos de R$ 3 mil em outubro e novembro do ano da compra, segundo a Folha de S. Paulo. O uso do dinheiro vivo leva o MP-RJ a suspeitar de que verba veio do esquema de “rachadinha” entre Flávio e o ex-assessor Fabrício Queiroz, que recolhia parte dos salários de funcionários do então deputado estadual.

Ainda, investigadores encaram o depósito de dinheiro vivo como uma forma de tentar fugir do controle do sistema financeiro.

Flávio Bolsonaro e a esposa, Fernanda, pagaram R$ 2,55 milhões no apartamento da Barra da Tijuca. Era nesse imóvel que a família do senador vivia até se mudar para Brasília em 2019.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum