Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
13 de dezembro de 2019, 14h17

Flávio Bolsonaro pega carona em foto da liberação de verbas para pagar salários de servidores da saúde do RJ

A participação política de Flávio Bolsonaro na foto é uma clara provocação ao governador do Estado, Wilson Witzel (PSC), ex-aliado que agora é tratado como inimigo pelo clã Bolsonaro. Verba será usada para pagar salários de servidores, que não recebem há dois meses

Flávio Bolsonaro, Crivela, Gabardo e André Mendonça (Foto: Erasmo Salomão / ASCOM MS)

Filho de Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) fez questão de pegar carona na foto com o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), o advogado-geral da União, André Mendonça, e o ministro substituto da Saúde, João Gabbardo, comemorando a liberação de R$ 152 milhões em verbas emergenciais para pagamento de servidores da saúde do Rio de Janeiro, que paralisaram 24 unidades de saúde da capital fluminense após ficarem sem salários nos últimos dois meses.

A participação política de Flávio Bolsonaro na foto é uma clara provocação ao governador do Estado, Wilson Witzel (PSC), ex-aliado que agora é tratado como inimigo pelo clã Bolsonaro.

Segundo o ministério da Saúde, a quantia será repassada para a Prefeitura em duas parcelas de R$ 76 milhões. A primeira agora em dezembro e a outra em janeiro do próximo ano. Ambas dizem respeito ao dinheiro repassado pela União mensalmente para que estados e municípios paguem serviços de atendimento hospitalar de média e alta complexidade – o chamado teto MAC.

O documento estabelece que, além das duas parcelas iniciais, técnicos do Ministério da Saúde e da Prefeitura formarão uma comissão para calcular a quantia devida pela União desde a municipalização das unidades de saúde, em 1995. Após o encontro de contas feito pela comissão, o Rio receberá uma terceira parcela repassada no teto MAC de até R$ 227,6 milhões.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum