Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de março de 2019, 15h37

Flávio Dino diz que para descobrir quem mandou matar Marielle basta seguir dinheiro dos milicianos

“Para terminar de desvendar o bárbaro assassinato de Marielle, um dos caminhos é ir atrás dos fluxos financeiros dos quadrilheiros milicianos. O tesoureiro deles está solto”, tuitou o governador do Maranhão

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), que exerceu a função de juiz federal por mais de uma década, usou seu Twitter para indicar o caminho para se descobrir os mandantes dos assassinatos de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Dino utilizou a conhecida expressão em inglês “follow the money” (siga o dinheiro): “Vale o tradicional lembrete, já muito conhecido: follow the money. Para terminar de desvendar o bárbaro assassinato de Marielle, um dos caminhos é ir atrás dos fluxos financeiros dos quadrilheiros milicianos. O tesoureiro deles está solto. Basta achá-lo”, tuitou.

Moro

Em 2015, ainda quando era juiz, o hoje ministro da Justiça, Sérgio Moro, usou essa expressão, durante aula inaugural na Escola de Magistratura do Paraná. “O criminoso dedicado a extermínio mediante aluguel, não é o chefe normalmente que vai sujar suas mãos de sangue. Mas certamente ele é o último beneficiário da atividade criminosa. É o velho conselho norte-americano: ‘Siga o dinheiro e você descobre quem é o chefe, quem é responsável pelo crime’”, disse.

Nesta terça-feira (12), policiais da Divisão de Homicídios e promotores do Ministério Público estadual do Rio de Janeiro prenderam o policial militar reformado Ronnie Lessa, 48 anos, e o ex-policial militar Élcio Vieira de Queiroz, de 46 anos, apontados como suspeitos pelos assassinatos de Marielle e Anderson.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum