Flávio Dino: “Pazuello me disse que não tem onde fabricar a vacina da Pfizer. Eu disse: ‘Ministro, tem’”

O governador do Maranhão disse ainda que “o governo deveria tentar oferecer parceria para a Pfizer”

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), sugeriu na última segunda-feira ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que o governo federal passe a fabricar a vacina da Pfizer, até agora a única liberada para uso na população.

Pazuello, no entanto, alegou que o governo não teria onde produzir a vacina. A conversa foi revelada durante entrevista para o colunista do UOL, Chico Alves.

“Tive uma conversa com ele (Pazuello) por telefone na segunda-feira, antes da reunião dos governadores. Falei com o ministro e ele disse que ia tentar comprar, disse que estava atrás de quatro milhões de doses da Pfizer para vacinar dois milhões de pessoas ainda este ano. Eu disse pra ele: ‘Por qual motivo não fabrica?’. Ele respondeu: ‘Não tem onde fabricar’. Eu disse: ‘Ministro, tem’.”

O governador do Maranhão disse ainda que “o governo deveria tentar oferecer parceria para a Pfizer. Dizer: olha, nós temos aqui laboratório. Existe laboratório no Paraná, existe laboratório na Bahia. Ambos públicos. Existem laboratórios nas universidades federais, não é só Butantan e Fiocruz que existem no Brasil. É o que eu faria”.

Dino ainda apresentou uma segunda opção: “conseguir que a AstraZeneca e CoronaVac sejam liberadas, Fora isso não tem mais nada”.

Perguntado como seria essa parceria mais ampla com a Pfizer, Dino afirmou que “o governo deveria procurar a Pfizer não só para comprar, mas também para fabricar. Nós temos 210 milhões de pessoas, isso é um mercado grande que interessa a qualquer empresa”.

Com informações do UOL

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.