O que o brasileiro pensa?
13 de julho de 2020, 20h43

Flávio Dino sai em defesa de Gilmar Mendes: “militares se acham intocáveis”

O ministro do STF tem sido atacado pelo governo Bolsonaro e pelas Forças Armadas após associar a um "genocídio" a atuação dos militares e do presidente na crise do coronavírus

Reprodução/CNN Brasil

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), se colocou ao lado do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira (13) ao defender o magistrado em meio aos ataques da ala militar do governo de Jair Bolsonaro. Gilmar provocou reações ao dizer que o Exército “está se associando a um genocídio”.

“O ministro Gilmar apontou um problema grave que temos, que é a alta ocupação de cargos do serviço público civil por militares. Isso é constitucionalmente perigoso. Do ponto de vista jurídico não há razão para essas reações corporativistas. Os militares não aceitam críticas e se acham intocáveis. No momento que eles exercem funções políticas, serão criticados”, afirmou o governador em entrevista à CNN Brasil.

Nesta segunda-feira, o Ministério da Defesa e o vice-presidente Hamilton Mourão reagiram à fala de Gilmar Mendes sobre a ocupação predominante do Ministério da Saúde por militares. O ministro do STF afirmou que o Exército “está se associando a um genocídio”.

Mourão disse que magistrado “forçou uma barra” e “não foi feliz”. Já a Defesa classificou a fala como um “acusação grave, além de infundada, irresponsável e sobretudo leviana” e prometeu acionar a PGR.

Com a reverberação do caso, Gilmarcomentou a pessoas próximas que acredita que as Forças Armadas e o governo se incomodaram com a fala porque ela  “bateu em uma perna quebrada” da gestão.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum