Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
13 de fevereiro de 2020, 07h11

Folha chama Eduardo Bolsonaro de “segundo tartufo dessa lamentável passagem da vida nacional”

No texto, a Folha sai em defesa de Patrícia Campos Mello e pede punição ao filho de Jair Bolsonaro por "catalisar a rede de massacres de reputações do bolsonarismo", sem sinalizar, no entanto, se tomará medidas judiciais contra o deputado

Patrícia Campos Mello e Eduardo Bolsonaro (Montagem)

Em editorial publicado na edição desta quinta-feira (13), a Folha de S.Paulo sai em defesa da jornalista Patrícia Campos Mello que, segundo o jornal foi vítima do “método Bolsonaro” de ofender jornalistas e usar mentiras para “atacar a imprensa e as liberdades”.

No texto, em que conta que Hans Nascimento insultou a jornalista a acusando de ter oferecido sexo em troca de informações, a Folha critica duramente a conduta de Eduardo Bolsonaro, chamado de “segundo tartufo dessa lamentável passagem da vida nacional, cujo sobrenome, não por acaso, é Bolsonaro”. A palavra é sinônimo de hipócrita, de uma pessoa que foi ensinada a mentir e dissimular.

“O deputado Eduardo, terceiro filho do presidente da República, entrou em cena para difundir e tentar emprestar credibilidade às ofensas da testemunha contra a jornalista”, diz o editorial.

Dessa forma, segundo a Folha, o filho de Jair Bolsonaro “catalisou a rede de massacres de reputações do bolsonarismo, que por sua vez deslanchou uma campanha sórdida de difamação, repleta de alegorias sexistas e termos chulos, contra a repórter”.

Ao finalizar, o jornal pede punição a Eduardo Bolsonaro, sem sinalizar, no entanto, se tomará alguma medida judicial contra o filho do presidente. “O que falta é a responsabilização exemplar de quem agride a Carta e reincide em atos indecorosos. Até quando Eduardo Bolsonaro abusará da paciência republicana?”


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum