Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de fevereiro de 2019, 15h16

Fórum ganha ação contra Bolsonarista que publicou foto com arma ameaçando “petista safada”

Segundo o advogado Gabriel Borges, no último ano as tentativas de censurar a Fórum através da Justiça aumentaram, citando o caso da ação proposta por Jair Bolsonaro e o filho, Eduardo Bolsonaro: "Um fato de interesse público e aí quer culpar a imprensa com a repercussão deste fato"

Reprodução

A Fórum ganhou uma ação judicial contra um apoiador de Jair Bolsonaro (PSL) que publicou uma foto nas redes sociais exibindo uma arma e fazendo ameaças contra petistas logo após a vitória do capitão da reserva nas eleições presidenciais.

Na reportagem a Fórum relata que Salomão Campina, de São Lourenço, sul de Minas Gerais, publicou a foto, vestido com a camiseta de Bolsonaro, empunhando uma arma com os dizeres: “Está com medo petista safada? É a nova era!”.

Salomão entrou com ação de indenização por danos morais e materiais, dizendo “que a situação lhe ocasionou transtornos” e que teria a reputação “assassinada” com a publicação.

Em sua decisão, o juiz Ronaldo Ribas da Cruz, do Juizado Especial de São Lourenço, afirma que “na matéria veiculada pela ré não foram publicadas ilicitudes nem inverdades a respeito do fato ocorrido e que a ré não se excedeu em seu direito/dever de informar, limitando-se a noticiar os fatos na forma como ocorreram”.

O magistrado diz ainda que “o próprio autor foi quem ‘assassinou’ sua reputação, pois a postagem com cunho violento ensejou temor e repulsa aos usuários da citada rede social, que copiaram a imagem e a divulgaram amplamente através de aplicativo de mensagens, fazendo com que o fato se tornasse notícia”.

Segundo o jurista Gabriel Borges, sócio do Santo, Borges, Sena Advogados e advogado da Fórum, o juiz simplesmente reconheceu que a revista se limitou a descrever os fatos dentro da liberdade de imprensa. “É muito comum que quem produz algum fato que vire notícia acabe culpando os jornalistas pela repercussão do fato, enquanto a imprensa está apenas cumprindo o seu dever de informar”.

Segundo ele, no último ano as tentativas de censurar a Fórum através da Justiça aumentaram, citando o caso da ação proposta por Jair Bolsonaro e o filho, Eduardo Bolsonaro, contra a revista.

“No fundo, o Bolsonaro teve uma conversa fotografada em seu aparelho em um ambiente público, conversando com o filho que também é parlamentar, um fato de interesse público e aí quer culpar a imprensa com a repercussão deste fato. Nosso trabalho é defender esse dever que o jornalista tem em manter a população informada”, afirmou o advogado.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum