Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de agosto de 2019, 12h54

Freixo questiona silêncio de Moro e quem responde é Carlos Bolsonaro

O "pitbull" da família Bolsonaro tomou as dores do ministro da Justiça, questionado por Freixo sobre seu silêncio com relação à interferência do presidente na Polícia Federal; deputado do PSOL rebateu o vereador carioca: "Sempre tão confuso..."

Foto: Reprodução/ Instagram

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) usou sua conta do Twitter, neste sábado (17), para questionar o ministro da Justiça, Sérgio Moro, sobre seu silêncio com relação à interferência de Jair Bolsonaro na troca de comando da Polícia Federal do Rio de Janeiro. A influência do presidente gerou revolta entre delegados, que já cogitam até mesmo um pedido de demissão coletivo.

“E aí, Sérgio Moro, você vai continuar nesse silêncio constrangedor enquanto o seu chefe Jair Bolsonaro desmoraliza a Polícia Federal pra blindar o Queiroz e proteger a família? Prefere ficar calado pra não melindrar o clã, ministro?”, questionou o psolista.

Apesar de a pergunta ter sido direcionada a Moro, quem tomou as dores e resolveu responder foi o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), irmão de Flávio, ex-chefe de Fabrício Queiroz, pivô do escândalo que Bolsonaro tenta encobrir ao ditar a troca do comando da PF.

“Aí maluc(x), o que tem pra falar sobre estes casos dos amigos do PSOL? Ou vai continuar fingindo que nada existe e que Copacabana Palace é Venezuela ou Cuba?”, respondeu Carlos com um print de uma notícia sobre supostas movimentações financeiras atípicas em gabinetes na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Freixo, então, rebateu: “Confesso que às vezes tenho pena do Carluxo. Sempre tão confuso… Ele fica tão nervoso que daqui a pouco vai divulgar a lista dos funcionários fantasmas do seu próprio gabinete”.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum