Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de março de 2018, 19h05

Frente Favela Brasil se reúne com Marina Silva para discutir eleições

Partido pretende se encontrar com o maior número de presidenciáveis possível, para decidir que rumo irá tomar no pleito deste ano

Marina Silva foi ministra do Meio Ambiente do governo Lula e senadora pelo estado do Acre. Além dela, uma delegação da Rede estará presente ao encontro no Rio – Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

O partido recém-fundado Frente Favela Brasil (FFB) prossegue sua fase de reuniões para decidir suas estratégias de atuação nas eleições de 2018 e qual sigla vai abrigar seus candidatos. Com isso, vai se reunir nesta terça-feira (6), com a pré-candidata da Rede Sustentabilidade (Rede) à Presidência da República, Marina Silva, no Rio de Janeiro.

O FFB está em um processo de rodadas de conversas com possíveis candidatos à disputa presidencial deste ano, buscando acolhimento para sua plataforma política de combate às desigualdades, construção de um projeto de oportunidades e também com objetivo de definir posição para as eleições de 2018.

“Estamos na reta final para decidirmos nossos rumos no pleito deste ano e temos recebido muitos convites. Por isso, esses encontros são muito importantes para tomarmos a melhor decisão”, disse Anderson Quack, pré-candidato a deputado federal pelo Rio de Janeiro.

O Frente Favela Brasil tem como objetivo aumentar o número de negros e favelados nas casas legislativas do país, nas próximas eleições, para que essas pessoas tenham um maior protagonismo sócio-político e as leis passarem a refletir e contemplar parte da população brasileira oriunda desses territórios, além da representatividade necessária nos espaços de poder.

Marina Silva foi ministra do Meio Ambiente do governo Lula e senadora pelo estado do Acre. Além dela, uma delegação da Rede estará presente ao encontro no Rio.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum