sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Frente Integralista expulsa olavista acusado de cometer atentado contra Porta dos Fundos

Em nota divulgada nesta terça-feira (31), a Frente Integralista Brasileira (FIB) afirma que, em reunião extraordinária, decidiu expulsar de suas “fileiras”, o “Sr. Eduardo Fauzi”, “apontado como uns dos autores do ataque criminoso a um prédio no Rio de Janeiro”. O ataque em questão foi contra a sede da produtora do Porta dos Fundos, que não é mencionada na nota dos integralistas.

“O Conselho Diretivo Nacional da FIB, em reunião extraordinária, decidiu em caráter irrevogável expulsá-lo das fileiras da FIB e conclamar aos leais companheiros que tiverem informações que possam ajudar na elucidação do caso que cooperem com as autoridades policiais”, diz a nota.

Entre armas, facas e R$ 119 mil em dinheiro, a polícia apreendeu o livro O Imbecil Coletivo, de Olavo de Carvalho, na casa de Eduardo Fauzi Richard Cerquise, um dos cinco suspeitos de terem cometido o atentado contra a produtora do Porta dos Fundos. A obra é uma espécie de manual de conduta para os iniciados na doutrina olavista.

Entre os materiais apreendidos, ainda estão obras de Plínio Salgado, um dos fundadores da FIB, que foi citado no documento divulgado pelos integralistas.

“Conscientes de que os ideais e o legado de Plínio Salgado são maiores que atos de traição, covardia e deslealdade, ressaltamos que estaremos sempre na condição de sentinelas e soldados de Deus e da Pátria”.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.