Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
28 de novembro de 2019, 06h36

General Heleno comemora decisão do TRF-4 que afronta o STF: “Sopro de coerência”

Para o chefe do GSI, decisão do TRF-4 em aumentar a pena do ex-presidente "varre" o Brasil com um "sopro de honestidade, coerência, sabedoria, imparcialidade e isenção"

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O general Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) do governo de Jair Bolsonaro, celebrou na noite desta quarta-feira (27) a decisão do TRF-4 em aumentar a pena do ex-presidente Lula no caso do sítio em Atibaia para 17 anos, 1 mês e 10 dias. Para ele, medida do tribunal “varre” o país com um “sopro de coerência”.

“O TRF4 varre outra vez o Brasil com um sopro de honestidade, coerência, sabedoria, imparcialidade e isenção. Brasileiros de bem recuperam a esperança na justiça; desonestos choram e esperneiam. Obrigado, Des Thompson Flores, Gebran Neto e L. Paulsen”, escreveu o general, agradecendo ao presidente do TRF-4, Thompson Flores, ao relator João Pedro Gebran Neto e ao revisor Leandro Paulsen.
Decisão do tribunal forma maioria em contrariedade com orientação do STF, que defendia que voltassem a fase de alegações finais os processos em que réus delatados não apresentaram alegações finais após réus delatores. Defesa de Lula, no entanto, sustenta que tribunal fez julgamento político e cometeu novas ilegalidades.
Ao comentar sobre a prisão do ex-presidente, em outra ocasião, Heleno chegou a se exaltar e desejou a Lula “prisão perpétua”. Durante encontro com Jair Bolsonaro e jornalistas, o chefe do GSI levantou a voz e bateu na mesa, irritado: “Na minha opinião, e eu sempre tive essa opinião. É minha, hein? Não é do presidente, é minha: um presidente da República desonesto tinha que tomar uma prisão perpétua. Isso é um deboche com a sociedade”, disse.
Ainda, ao falar sobre o pronunciamento proferido pelo ex-presidente em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), no marco do seu primeiro dia em liberdade depois de deixar a Superintendência da PF em Curitiba, Heleno, que disse que prepararia um AI-5 a pedido do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), afirmou que Lula atacou o presidente e as instituições.
“Lula, em seu discurso, mostra quem é e o que deseja para o país. Incita a violência (cita povo do Chile como exemplo), agride várias instituições, ofende o Presidente da República e mostra seu total desconhecimento sobre carreira militar”, tuitou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum