Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de junho de 2019, 07h28

General Heleno: “O Lula é terrível, mas o Fernando Henrique era pior, hein?”

“Jamais gostei do Lula e muito menos da Dilma. Sempre tive horror ao PT. Eu achava que tudo que eles faziam era uma enganação, nunca acreditei nesses programas sociais do PT”, disse o general

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O general Augusto Heleno Ribeiro Pereira, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) de Jair Bolsonaro (PSL), disse em entrevista ao jornal Valor Econômico, publicada nesta sexta-feira (21), que sempre teve “horror ao PT”. O general afirmou também que “o Lula é terrível, mas o Fernando Henrique era pior, hein?”.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Sempre fui um grande opositor do PT e de tudo que o cerca. Jamais gostei do Lula e muito menos da Dilma. Sempre tive horror ao PT. Eu achava que tudo que eles faziam era uma enganação, nunca acreditei nesses programas sociais do PT. O Bolsa Família é uma necessidade hoje? É, e reconheço que o Bolsa Família não pode terminar. Mas o Bolsa Família tem que ter uma porta de saída!”, disse o general.

Socos na mesa

No último dia 14, o general Heleno se exaltou ao comentar as declarações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Irritado ao lado de Bolsonaro, Heleno ainda pediu prisão perpétua a Lula.

Elevando a voz e desferindo socos contra a mesa, o militar disse ter vergonha que Lula tenha sido presidente da República. “Ele não mereceu jamais ser presidente da República. Presidência da República é uma instituição quase sagrada. Eu tenho vergonha de um sujeito desses ter sido presidente da República”, afirmou o ministro aos gritos.

O ex-presidente falou aos jornalistas Juca Kfouri e José Trajano ter dúvidas sobre o episódio da facada que ocorreu com Jair Bolsonaro durante a campanha eleitora de 2019. Heleno se indignou sobre o comentário. “E será que o câncer dele foi mentira? E o câncer da dona Dilma foi mentira?”
Sob o comando de Nuzman

Heleno exerceu o cargo de diretor de comunicação e educação corporativa do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), sob o comando de Carlos Arthur Nuzman, preso suspeito de comprar votos no Comitê Olímpico Internacional para que o Rio de Janeiro fosse escolhido sede da Olimpíada de 2016 – a defesa dele nega e diz que os fatos são “injustamente” imputados ao cliente. Uma semana depois da prisão ele renunciou ao comando do COB.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum