Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de setembro de 2019, 11h24

General Heleno reclama que Fantástico disse que militar preso com cocaína era do GSI e toma invertidas: “Era do bonde do Tigrão”

"E ele integrava o que, general? A Carreta Furação?", ironizou o jornalista Leandro Fortes

General Augusto Heleno. (Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)

O general Augusto Heleno, ministro de Estado do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI), reclamou em seu Twitter neste domingo (1) sobre a reportagem do Fantástico que foi ao ar no mesmo dia. O general criticou a abordagem que o jornal deu ao militar preso com 39 kg de cocaína em junho deste ano, dizendo que o mesmo integrava a comitiva presidencial que é de seu comando. Como resposta, a atleta Joanna Maranhão respondeu perguntando se o militar “integrava o bonde do tigrão”.

“Não adianta esclarecer, responder e documentar. Fantástico insiste em dizer que Sgt, que embarcou 39 kg de cocaína em avião da FAB, integrava comitiva presidencial. É desonestidade intelectual, se aproveitando da liberdade de imprensa. Lamentável”, desabafou o general Augusto Heleno.

Na sequência, o general levou invertida também do jornalista Leandro Fortes, que questionou se o militar preso pelo tráfico de cocaína integrava a “Carreta Furacão”.

A reportagem do Fantástico destacou a investigação de um outro militar no caso, o tenente-coronel Alexandre Augusto Piovesan, dispensado de seu cargo no GSI, comandado pelo general Augusto Heleno, por suspeitas de envolvimento com o sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, que levou 39 quilos de cocaína na bagagem até Sevilha, na Espanha. A droga foi apreendida durante viagem do presidente Jair Bolsonaro (PSL) à cúpula do G20, em junho, no Japão. O sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, responsável pelo tráfico da droga, já está preso.

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum