Entrevista exclusiva com Lula
17 de outubro de 2019, 16h50

General Santos Cruz é mais um oficial do Exército a ameaçar STF com povo

“Nesse momento, compete ao STF a sua própria valorização”, tuitou o militar, em uma forma de pressionar a Corte no julgamento sobre a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância

General Carlos Alberto Santos Cruz - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Depois que o general Eduardo Villas Bôas adotou um tom de intimidação, um dia antes de o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar a possibilidade ou não de prisão após condenação em segunda instância, agora foi a vez do General Carlos Alberto dos Santos Cruz.

O ex-ministro de Jair Bolsonaro usou o Twitter para pressionar o STF, que começou a julgar nesta quinta-feira (17) três Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADCs), que questionam a prisão de pessoas depois de condenadas em segunda instância. Em caso de vitória da tese, o ex-presidente Lula deverá ser beneficiado.

“Democracia se faz com instituições fortes e valorizadas. O STF não pode viver nesse limite perigoso, sem a consideração do povo brasileiro. Isso é um grande risco para o país em todos os aspectos. Nesse momento, compete ao STF a sua própria valorização”, tuitou o oficial.

Convulsão social

Villas Bôas, também via Twitter, disse, nesta quarta (16): “É preciso manter a energia que nos move em direção à paz social, sob pena de que o povo brasileiro venha a cair outra vez no desalento e na eventual convulsão social”, escreveu.

Jair Bolsonaro também tuitou, na manhã desta quinta (17), frase em favor da aprovação, pelo STF, da prisão em segunda instância. “Aos que questionam, sempre deixamos clara nossa posição favorável em relação à prisão em segunda instância”, disse.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum