Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de junho de 2019, 13h57

General Villas Bôas sai em defesa de Moro e faz nova ameaça a quem tenta “esvaziar a Lava Jato”

Em novembro, em entrevista à Folha de S.Paulo, o ex-comandante das Forças Armadas confessou que usou o Twitter para pressionar a mídia e os ministros do STF na véspera do julgamento do Habeas Corpus preventivo do ex-Presidente Lula, em abril do ano passado

Villas Bôas com Bolsonaro, e Sergio Moro (Montagem)

Ex-comandante das Forças Armadas, o General Eduardo Villas Bôas usou o Twitter nesta terça-feira (11) para interferir na política mais uma vez, saiu em defesa do ex-juiz e atual ministro da Justiça de Jair Bolsonaro, Sergio Moro, e fez nova ameaça a quem tenta “esvaziar a operação Lava Jato”.

“Momento preocupante o que estamos vivendo, porque dá margem a que a insensatez e o oportunismo tentem esvaziar a operação lava a jato, que é a esperança para que a dinâmica das relações institucionais em nosso país venham a transcorrer no ambiente marcado pela ética e pelo respeito ao interesse público. Expresso o respeito e a confiança no Ministro Sérgio Moro (SIC)”, tuitou o general.

Em novembro, em entrevista à Folha de S.Paulo, Villas Bôas confessou que usou a rede social para pressionar a mídia e os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) na véspera do julgamento do Habeas Corpus preventivo do ex-Presidente Lula, no mês de abril do ano passado.

“Ali, nós conscientemente trabalhamos sabendo que estávamos no limite. Mas sentimos que a coisa poderia fugir ao nosso controle se eu não me expressasse. Porque outras pessoas, militares da reserva e civis identificados conosco, estavam se pronunciando de maneira mais enfática. Me lembro, a gente soltou [o post no Twitter] 20h20, no fim do Jornal Nacional, o William Bonner leu a nossa nota’, contou na entrevista.

Os dois tuítes do então comandante das Forças Armadas tiveram grande repercussão. “Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”, dizia um deles.

O outro fazia uma ameaça direta de intervenção ao afirmar que: “Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum